Estado entra em alerta máximo contra a dengue

A Secretaria da Saúde (SES) anunciou nesta quarta-feira, 20 de abril que o Rio Grande do Sul está em alerta máximo contra a dengue. Já são mais de 9 mil casos confirmados este ano ocorridos dentro do Estado, chamados de autóctones. Entre esses, cinco mortes pela doença já foram confirmadas.

A declaração tem por objetivo o reforço na mobilização de enfrentamento ao mosquito transmissor, o Aedes aegypti. O foco são os 177 municípios, incluindo a Capital, onde o nível de alerta é maior pelo número de casos e óbitos registrados.

O assunto foi tema de reunião do Centro de Operações de Emergência em Arboviroses (doenças transmitidas por insetos). A discussão foi feita entre representantes de áreas da assistência e vigilância da SES e de outras instituições, como a Fiocruz, e da representação dos municípios, pela Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) e Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-RS).

Na oportunidade, a secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, ressaltou a necessidade de mobilizar e envolver toda a sociedade nessa tarefa. “É um compromisso com o cuidado”, disse. “O alerta máximo significa uma maior atenção com medidas fortes nas regiões de maior incidência”, completou.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.