Entenda quando um celular contaminado com vírus pode transmitir o programa malicioso a outros dispositivos

Os “vírus” que normalmente atacam celulares, por regra, não são vírus no sentido tradicional da palavra. Ou seja, eles não se espalham para outros aparelhos de nenhuma forma.

O termo técnico correto para essas pragas digitais é “cavalo de Troia”, porque elas chegam ao smartphone disfarçadas de apps úteis, como jogos ou promoções. Quando você instala um desses apps, acaba recebendo o código indesejado – um “presente de grego”.

Leia mais em: https://g1.globo.com/economia/tecnologia/blog/altieres-rohr/post/2021/04/06/entenda-quando-um-celular-contaminado-com-virus-pode-transmitir-o-programa-malicioso-a-outros-dispositivos.ghtml

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.