Perdas na soja podem superar R$ 36 milhões

A abertura oficial da colheita da soja do Estado aconteceu neste dia 7 de março, evento este que tradicionalmente ocorre em Tupanciretã. O momento considerado um ato de festividade para os produtores agrícolas do Estado, este ano em decorrência da forte estiagem não realizou a cerimônia, mas um momento para discutir sobre o assunto com autoridades, entidades de classe do setor primário, empresas do ramo agrícola e produtores rurais, buscando formas para amenizar os efeitos da seca.

Conforme informações do engenheiro agrônomo da Emater em Santo Augusto, Carlos Weiller a área plantada de soja é 31000 hectares. Ainda temos poucas áreas colhidas aproximadamente 800 hectares, as primeiras lavouras apresentam média de 5 sacas/ha, tem áreas que não é viável a colheita por que a produtividade é muito baixa. As lavouras que são de ciclo mais longo ou que foram semeadas mais tardiamente tem potencial de produção superior a 30 sacas até mais. Na safra anterior tivemos a mesma área semeada com produtividade média de 62 sacas/ha.

Até o momento estima-se em mais de 36 milhões de prejuízo, com base no valor da soja no dia 9 de março, que está sendo comercializado em R$ 204,00 a saca, valor informado pela COOPESA.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.